BATALHA | CALDAS DA RAINHA | LEIRIA | MARINHA GRANDE | POMBAL | PORTO DE MÓS | OURÉM

Get Adobe Flash player

PUBLICAÇÕES CEPAE

Veja aqui as publicações do CEPAE. Conheça o catálogo, as coleções próprias e as apioadas por nós. (ver)

 

  LOGO_6.jpg

CONHEÇA A DIREÇÃO CEPAE 

Veja aqui quem são os novos membros da Direção do CEPAE para o biénio 2016-2018. (ver)

 

 

CONTRIBUTOS

Regularmente vamos promover neste espaço contributos de colaboradores nas áreas do património. (ver)

 

 

LOJA CEPAE

Veja a nossa oferta de publicações e encomenda online! Receba os nossos livros diretamente em sua casa. (ver)

 

oradores.jpgpercurso.jpg

O auditório do Arquivo Distrital de Leiria acolheu mais um colóquio dedicado à obra do arquiteto Ernesto Korrodi. O encontro teve lugar no passado 18 de junho e contou com a organização do Arquivo Distrital de Leiria e do CEPAE - Centro de Património da Estremadura, cabendo a curadoria de Genoveva Oliveira, autora do projecto de Educação Patrimonial “Rota da Arquitectura Korrodi”. O evento teve o apoio da União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes.
“Reflexões sobre Educação Patrimonial e Artística – Homenagem a Ernesto Korrodi II” deu nome a uma iniciativa que trouxe a debate diversas questões relacionadas com a preservação e educação patrimoniais, servindo o legado de Korrodi de mediador comum.

Educação artística e patrimonial, preservação e divulgação documentais, avanços e retrocessos do desenvolvimento urbanístico, restauros, intervenções e abandono, papel de entidades públicas e privadas foram alguns do temas em discussão no decorrer da manhã de trabalhos. Os oradores Odete João (professora/deputada), Paula Cândido (Arquivo Distrital de Leiria), Adélio Amaro (CEPAE), Miguel Velloso (Fórum Cidadania Lx), Ana Filipa Pinhal (Arquitecta) contribuíram para a reflexão e debate junto de uma assistência com cerca de 45 participantes. A moderação esteve a cargo de Joaquim Ruivo, director do Mosteiro da Batalha.

A tarde reservou um painel composto por dois arquitectos e um artista plástico. Filipe Oliveira e Joel Correia (arquitectos) dedicaram-se ao estudo do trabalho de Camilo Korrodi em Leiria e na região. Os oradores exibiram imagens fotográficas de obras construídas e de desenhos que fundamentam o espírito de modernidade, experimentação e de evolução do arquitecto. O orador Nuno Vieira, apresentou peças de sua autoria produzidas no atelier SIMALA, revelando o pensamento do artista plástico e professor, num percurso de trabalhos de continuidade, expostos em distintos espaços. O debate, moderado por Genoveva Oliveira, permitiu a reflexão sobre a importância da dimensão humana necessária em todos os aspectos relacionados com a intervenção e valorização patrimoniais.

A jornada terminou com uma visita à mostra do acervo do Ernesto e Camilo Korrodi e Camilo, patente no Arquivo, e com um percurso pedestre pela cidade de Leiria, onde os participantes puderam contemplar in loco algumas das obras apresentadas no Coloquio.

A nova direção do CEPAE congratula-se de ter contribuído para a organização de mais um encontro que contribui para a promoção do património regional, permitindo a divulgação e a reflexão de distintas investigações académicas que prestam a justa homenagem ao nome Korrodi.

Visite a nossa página fo facebook para visualizar as imagens em: 
https://www.facebook.com/Centro-do-Patrim%C3%B3nio-da-Estremadura-CEPAE-387541864690515/photos/?tab=album&album_id=969851899792839

 

 

 

3db12252-b742-426e-999c-e7b6f97a2f16.jpg

O Centro de Património da Estremadura (CEPAE) e o Arquivo Distrital de Leiria convidam para o Colóquio "Reflexões sobre educação patrimonial e artística - Homenagem a Ernesto Korrodi", organizado em parceria com a Doutora Genoveva Oliveira, a realizar no próximo dia 18 de Junho, a partir das 9h30 no edifício do Arquivo Distrital de Leiria

tertúlia_2.jpgtertúlia.jpgtertúlia_3.jpg

 

No dia em que se comemoraram 471 anos da elevação de Leiria a cidade, o Centro de Património da Estremadura (CEPAE), o Museu de Leiria e a Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Leiria realizaram a “Tertúlia: o território e o património nos discursos sobre Leiria e as suas regiões”.

Cerca de meia centena de pessoas assistiram às intervenções dos professores e antropólogos Fernando Magalhães e Ricardo Vieira sobre a identidade e o património das regiões de Leiria. Gonçalo Lopes, vice-presidente da Câmara Municipal de Leiria, partilhou também a sua visão e estratégia política cultural e patrimonial para Leiria, referindo-se em particular ao Museu de Leiria, o espaço que acolheu o evento, e ao projecto de “Leiria Capital Europeia da Cultura”, mas também a toda a dinâmica cultural e desportiva que tem marcado Leiria. A moderação foi assegurada por Micael Sousa, presidente do CEPAE. Concluiu-se que a região tem património humano, natural, material e imaterial em abundância para se construir uma identidade que suporte uma região forte. Será apenas necessária a vontade política e cívica para concretizar esse potencial. Muitos passos foram dados nesse sentido e as várias dinâmicas culturais que hoje se afirmem na região, tal como novas parcerias e redes que se vão constituindo, podem ajudar a lançar esse desígnio. 
Este foi o primeiro evento organizado pela nova direcção do CEPAE que pretende dinamizar mais iniciativas pelos vários concelhos da região, continuando a sua missão de identificação, salvaguarda e valorização do património local e regional nas suas várias formas.

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA  

Copyright © 2014